isacosta.net » the geek side
29.3.08
categorias: , , ,
Tive finalmente a oportunidade de experimentar o Aperture 2. Não o fiz antes porque não tinha espaço em disco suficiente para fazer backup à library, não fosse alguma coisa correr mal (quando se tem uma library com 50Gb de fotos não nos podemos por com brincadeiras)...

Sou utilizadora do Aperture há pouco mais de um ano, e quando a minha library atingiu os 40Gb de peso, a coisa começou a descambar, o meu Macbook Pro (Core Duo 1Gb RAM) caga-se completamente quando abro a aplicação, quando percorro as minhas fotos, ou quando tento editar. E por fim já era um suplicio exporta-las. Daí a decisão de fazer o upgrade para experimentar o novo motor, que prometia melhor desempenho

Mas primeiro tive que arranjar um disco externo, coisa que ainda demorou alguns dias, mas lá consegui e instalei esta nova versão do meu beloved Aperture.

As melhorias sentem-se rapidamente: é como da noite pro dia! Nunca imaginei que ele fosse tão rápido a listar e percorrer os thumbnails. Não tem mesmo NADA a haver com o antigo!

A interface gráfica foi optimizada. Os painéis de projects, metadata e adjustments foram reunidos num só, organizado por tabs, para permitir um maior aproveitamento da área disponível para aquilo que é mais importante: as fotos. Desta forma ficamos com muito mais espaço para nos dedicarmos à edição.

A listagem de thumbnails tem agora outro modo de visualização, na horizontal, que torna mais fácil a navegação de fotos e economiza área de trabalho, porque antes, para poupar espaço, mantinha a listagem vertical com uma só linha, o que tornava a barra de scroll minúscula e difícil de manusear com precisão.

Agora também podemos fazer um browse rápido pelos nossos projectos na library com hipótese de pré-visualisar rapidamente as fotos que estão lá dentro, deslizando o cursor na horizontal. Esta feature, chamada skimming, foi adoptada do iPhoto.

Nos ajustamentos existem novidades. As ferramentas de correcção vêm melhoradas, especialmente a nível de exposure e enhance, muito poderosas e que nada têm a ver com as que existiam antes. Outras opções novas incluem o retouch, vignette e devingette. Gosto especialmente da vingette, e costumo simula-la com recurso ao Photoshop.

Vem com um plug-in chamado Dodge & Burn que funciona como um mini-Photoshop, e permite fazer pequenas correcções nas fotos, usando diversos pincéis. Fiquei bastante agradada com a nova funcionalidade que me poupa tempo a ir editar as fotos no Photoshop. O Aperture 2 suporta também plug-ins desenvolvidos por terceiros!

Os ajustes de RAW também vêm melhorados mas ainda não experimentei.

Outras melhorias incluem a lupa, que está agora mais leve e com um funcionamento diferente, mais intuitivo na minha opinião. O modo de fullscreen, que antes levava séculos a abrir e a fechar, está muito mais rápido, e apresenta uma barra de ferramentas auto-hide que dá um jeitaço, porque tem atalhos para os painéis de ajuste que antes só com short-cuts é que ia lá.

Destaque para a exportação de fotos, que agora ocorre em background. Assim podemos continuar a usar a aplicação e não ter que ficar à espera que exporte as fotos todas.

E ainda falta muita coisa por testar, a Apple diz que são 100+ features novas, verei com o tempo.

Sente-se a rapidez acima de tudo...até parece que o meu core duo ganhou outro core. A sério, excelente aplicação nem parece o Aperture que eu conhecia.. Ah, e não correu nada de mal durante a instalação e actualização da library :)

And in other news, a Adobe deciciu-se finalmente a lançar o seu Photoshop Express como andava a prometer há meses (ou anos).

Já experimentei assim por alto e até achei piada. A interface tem um look and feel de aplicação profissional, e é muito fácil de usar. O processo de edição está muito simplificado o que é muito positivo para quem não percebe muito de edição. É uma boa ferramenta para quem precisa de dar retoques ocasionais nas fotos e não leva a manipulação de imagem muito a sério, assim como para armazenar as nossas fotos, pois o serviço oferece 2Gb de espaço para o efeito, podendo as fotos lá alojadas serem utilizadas noutros serviços. Podemos criar álbuns e podemos importar fotos de outros serviços para lá.
Também tem uma componente social, os álbuns podem ser partilhados, mas resume-se a isso, não há comentários, nem amigos, nem nada do que um serviço como o Flickr já nos habituou, apenas podemos favoritar as fotos e pouco mais. Mas pode ser uma questão de tempo..
link do postPor Isa, às 14:34  comentar

De Bill a 24 de Abril de 2008 às 18:23
Uma ferramenta realmente impressionante.
No mundo mais que fotográfico de hoje, atualizações assim, são pérolas.
Também achei que ficou bem mais intuitivo, navegação entre o Viewer e Browser com um único comando de tecla ficou show.

E bem mais rápido realmente... apple sempre apple (=

Agora, library com 50Gb.... dá medo hehhehe

(=

 

Isa. Webdesigner, geek, apple fangirl assumida, necessita tanto de uma ligação à internet como do ar que respira. Adepta das novas tecnologias e sempre atenta às novidades!

online