isacosta.net » the geek side
23.5.06
categorias:
Para inaugurar rol de artigos que tenciono publicar por aqui, escolhi um assunto que tem tomado a atenção nos últimos tempos: a chamada Web 2.0!

Muitos dizem que termo (Web 2.0) não foi a escolha mais feliz, e tem gerado alguma polémica, devido ao facto de se acreditar induzir as pessoas em erro, sobre o que é na realidade a chamada Web 2.0.
Creio que a escolha terá recaído neste termo, num momento em que se pretendia apresentar algo novo, que indicasse a mudança, um ponto de viragem daquilo que já se conhecia, e teria que haver um elemento que marcasse essa diferença. No meu entender, até faz algum sentido.

A Web 2.0 está maioritariamente direccionada para o utilizador e para a sua experiência, enriquecendo-a, encorajando-o a tirar partido daquilo que a web pode oferecer, num âmbito social, de interacção, de partilha e acesso livre à informação.
Li algures um comentário, cujo autor dizia que a Web 2.0 era feita de pessoas. Houve quem concordasse e quem discordasse, como em tudo na vida. Eu pessoalmente, concordo. No fundo são as pessoas que vão alimentar e gerir a maioria dos conteúdos nas estruturas providenciadas pelos criadores das aplicações Web 2.0.

Aliás, uma das preocupações que existe actualmente, reside no facto de que o livre acesso e divulgação de informação, nos inúmeros canais que já estão disponíveis, é a facilidade com que se pode plagiar e divulgar informação errónea e/ou maliciosa. Qualquer pessoa com atitudes menos nobres, pode muito bem usufruir desse poder. É uma questão de bom senso e de consideração pelo próximo, que deve partir de dentro de cada um de nós.

Basicamente, o que caracteriza a Web 2.0 é a internet como plataforma de uma nova gama de serviços, que apelam à participação dos utilizadores (ver lista de serviços disponíveis actualmente). A tecnologia utilizada não é propriamente recente, uma vez que a verdadeira inovação da Web 2.0 reside na combinação de várias tecnologias já existentes, e que permitem atingir um propósito, e na sua forma de apresentação: fresca, agradável, dinâmica, fácil de usar e muito cativante.
O objectivo é fornecer ao utilizador, ferramentas de modo a que este possa categorizar e partilhar informação, formar e integrar comunidades, etc, da melhor forma possivel.

Como webdesigner, a Web 2.0 tem tido alguns efeitos em mim, não só porque gosto de acompanhar as tendências, como sou influênciada por elas. Existem conceitos de design que lhe estão intimamente ligados, tais como as cores, as fontes, as formas e a distribuição dos conteúdos, falando nos aspectos que saltam mais à vista.
Existe também um maior cuidado no estudo e concepção dos sites, e a preocupação de os estruturar devidamente, aplicando as tecnologias mais adequadas está sempre presente, pois a preocupação com a experiência do utilizador é elevada. Neste ponto, surgem também os temas relacionados como a usabilidade a acessibilidade, mas isso é assunto para mais tarde.

Sites recomendados:
A definição de Web 2.0 na Wikipedia um óptimo ponto de partida para se aprofundar este tema. Contém ligações para outros sites que focam o assunto sobre vários pontos de vista.
link do postPor Isa, às 02:51  comentar

 

Isa. Webdesigner, geek, apple fangirl assumida, necessita tanto de uma ligação à internet como do ar que respira. Adepta das novas tecnologias e sempre atenta às novidades!

online